Blog

CATEGORIAS
ARQUIVOS

Mochilão do Surf na Indonésia – Parte 1: Bali

data do post 07/12/2020 autor do post Oaks Burritos categoria do post indonesia

A viagem para a Indonésia provavelmente é a mais desejada por qualquer surfista. Um lugar em que, além de pegar ondas perfeitas, tive excelentes experiências aprendendo sobre a cultura local, curtindo paisagens jamais vistas e conhecendo novos amigos. Nesse texto, irei contar a jornada de um grupo de amigos que cruzaram o mundo para chegar na Indonésia em busca dessa viagem dos sonhos.

Da esquerda para direita: Filipe, Marcus, Roberto, Gabe, Ortiz, Rodrigo, Rafa e Dudu.

A expectativa gerada numa viagem dessas é extremamente alta. O roteiro começava com alguns dias em Bali e logo depois Padang, rumo às ilhas Mentawai. Éramos um grupo de amigos empolgados e ao mesmo tempo receosos com algumas questões: será que vai ter um swell bom? Será que o barco terá estrutura necessária (comida, conforto, segurança)? Para os novatos, como seria surfar uma onda perfeita com fundo de coral?

Conforme a viagem foi acontecendo, as perguntas foram respondidas da melhor maneira possível. Chegando em Bali, reunimos boa parte da galera no hotel. Alguns de nossos amigos já estavam lá – o Gabe, inclusive, já ostentava uma tatuagem de um raio no dedo, feita na noite anterior em um bar em Kuta. Abrimos as primeiras Bintangs (cerveja oficial da Indonésia) e fomos para um bar perto do nosso hotel.

   

No dia seguinte, acordamos e fomos para Bingin surfar. Um lugar incrível com um café/bar em frente à praia onde era possível observar as ondas quebrando bem na nossa frente. Passamos a manhã no local e seguimos para o hotel, e após o almoço observamos as ondas num mirante em Padang Padang. Nos preparamos novamente e fomos surfar em ‘Impossibles’. O próprio nome da onda já não é muito animador – foi minha primeira experiência em uma onda daquele tipo. Surfamos até o entardecer (péssima ideia para uma primeira experiência) e após pegar algumas ondas, eu me distanciei dos outros dois amigos que estavam comigo. Me perdi dos demais e tive que sair pelos corais quando já era noite para desespero dos demais. 

   

Mirante em Padang Padang

Passado o contratempo, minha impressão foi a de que ficaria pelo restante da viagem: a Indonésia é um lugar fantástico que todo ser humano, surfista ou não, deveria conhecer. Com a tranquilidade tomando conta da nossa noite, direciono-me ao restaurante do hotel quando um terremoto de pequenas proporções acontece. Novamente, um susto pequeno, mas que foi o suficiente para nos deixar preocupados pelo restante da noite. Após a janta, com a companhia de alguns tremores secundários sacudindo nossa mesa, fomos ao tradicional bar ‘Single Fin’, localizado em Uluwatu. Lugar muito legal de conhecer tanto de noite quanto de dia.

Na manhã seguinte, nos direcionamos a Uluwatu novamente, onde metade da turma surfou e outros preferiram ir até o Single Fin para olhar as ondas, comer e tomar algumas cervejas. Após Uluwatu fomos conhecer o Drifter Shop, que reúne um restaurante e uma loja de roupas, acessórios e pranchas de surf. 

   

Single Fin – Uluwatu

Em seguida, fomos ao Templo dos Macacos, onde aproveitamos até o final da tarde. Para nos despedirmos de Bali, curtimos um luau na beira de uma praia entre Bigin e Uluwatu. Na manhã seguinte, seguimos viagem para Padang, na Sumatra – onde íamos finalmente para as ilhas Mentawai encontrar as melhores ondas das nossas vidas.

   

Templo dos Macacos – Bali

 

 

Escrito por: Filipe Leite

Fotos: Gabriel Teixeira, Roberto Teixeira e Filipe Leite

LEIA TAMBÉM

Mochilão pelo Nordeste: como foi conhecer 7 estados em 15 dias

Escrito por: Lucas Morellato   Desde criança, sempre gostei muito de viajar. Minha mãe tinha um atlas gigantesco e eu adorava fazer listas de países pra onde eu queria ir por causa das cores das bandeiras. Mas o meu sonho mesmo era conhecer o mundo inteiro – acho que nunca tinha parado pra pensar, até […]

Surf na Costa Rica – O povo, a cultura e as ondas entre dois oceanos

Vontade de viver experiências novas, insatisfação no emprego e um pouco de dinheiro guardado foram os ingredientes perfeitos que no momento certo, me fizeram tomar a decisão de fazer as malas partir pra Costa Rica. Na verdade, sempre penso que a Costa Rica me escolheu. Dentre os tantos lugares que apliquei para vaga de voluntariado […]

Voluntariado no Nepal: experiências e aprendizados

Escrito por: Roberto Teixeira Recém-formados nas áreas de engenharia civil e arquitetura, eu, Luiz e Gabriel sentíamos muita vontade de usar os conhecimentos adquiridos na faculdade para contribuir de alguma forma para um mundo melhor. Com esse sentimento, começamos a pesquisar ONGs que facilitassem o trabalho voluntário relacionado à construção civil. Encontramos a Build Abroad […]

OAK'S CALIFORNIA BURRITOS

em sua casa

Faça seu pedido diretamente na nossa plataforma de delivery. Acumule pontos e troque por prêmios exclusivos!
Pedir agora
A gente tem a entrega programada (catering)
Pedir agora